Na mesma linha do regulamento europeu, a LGPD irá mudar a forma de funcionamento e operação das organizações ao estabelecer regras claras sobre coleta, armazenamento, tratamento e compartilhamento de dados pessoais, impondo um padrão mais elevado de proteção e penalidades significativas para o não cumprimento da norma.

A lei entende por "dados pessoais" qualquer informação relacionada à pessoa natural identificada ou identificável, e por "tratamento de dados"  toda operação realizada com dados pessoais, como as que se referem à coleta, classificação, utilização, acesso, reprodução, processamento, armazenamento, eliminação, controle da informação, entre outros.

Se você tem um negócio, seja físico ou digital, seja pequeno, médio ou de grande porte, se você lida com informações do público, sejam elas as mais simples quanto apenas um nome ou uma informação tão específica quanto uma opinião política, é muito importante estar por dentro e se adequar à nova lei da LGPD .

Mas qual a importância de um firewall para a LGPD?

LGPD

As empresas devem adotar medidas de segurança e proteção para proteger os dados, e nada melhor do que um firewall para ajudar a proteger as informações e os acessos ao seu ambiente.

O Firewall é um sistema desenvolvido para prevenir o acesso não autorizado a uma rede privada, ou proveniente dela. A tarefa básica do Firewall é controlar o tráfego entre redes de computadores com diferentes níveis de confiança, como a rede Internet (zona não confiável) e a rede interna de uma empresa (zona confiável).

Além desse sistema ser capaz de restringir e controlar o fluxo do tráfego de dados entre redes, mais comumente entre uma rede interna e a Internet, os Firewalls podem estabelecer regiões seguras entre redes internas, criando perímetros de segurança com políticas específicas para os sistemas que abrigam.

Em outras palavras, o Firewall funciona como um filtro, que verifica constantemente o fluxo de dados na sua organização, analisando a sua procedência. Assim, o Firewall é capaz de prevenir ataques de vírus e outras ameaças cibernéticas, controlar acesso a blogs, redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas, além de gerenciar acessos de dispositivos móveis.

A sua tradução literal, "parede de fogo", já indica que o Firewall é uma solução que se enquadra em uma espécie de barreira de defesa, sendo o seu objetivo principal bloquear tráfego de dados indesejados e liberar acessos bem-vindos, ou seja, ele é fundamental para proteger as informações manipuladas por toda organização.

Com firewall você tem uma maior produtividade da sua equipe, já que não tem horas de desperdícios por distrações, visto que você pode definir que tipo de conteúdo poderá ser acessado no ambiente. Em média, 70% dos colaboradores perdem tempo com acesso não relacionados ao ambiente de trabalho, como redes sociais, o que resulta até 30% da carga horário de trabalho.

Você consegue mensurar os resultados, pois através do firewall poderá extrair relatórios de acessos e conteúdos de toda a sua equipe!

Porém, essa não é a única funcionalidade e o único benefício de segurança que o Firewall pode oferecer à rede de ambientes corporativos, segue alguns exemplos:

Permite acesso remoto e seguro via VPN

Outra funcionalidade oferecida por sistemas de Firewall é a possibilidade de acesso externo aos computadores de uma rede interna, de forma segura através de conexões criptografadas, chamada VPN.

O acesso remoto externo a estações e servidores da rede, por meio de chaves seguras ou autenticação de usuário e senha em uma base local, é uma ferramenta útil para nos dias atuais, visto que o acesso a dados, remotamente, é uma demanda que pode surgir e precisa ser realizada de modo seguro.

Bloqueio de conteúdos impróprios e perigosos:

O bloqueio de conteúdos impróprios, e que podem trazer riscos à rede da empresa, é uma funcionalidade que, além de evitar o desperdício de tempo, garante uma navegação segura.

Para se ter ideia, dependendo do perfil do usuário, é possível aplicar políticas aos sites visitados pelos clientes da rede local, evitando, por exemplo, que um colaborador possa entrar em um site ou uma URL suspeito e com palavras abusivas.

O controle pode ser configurado por endereço IP da estação ou através de autenticação de usuário e senha em uma base local ou uma base já existente. Esse procedimento evita o aumento da contaminação por vírus, trojans, spywares e outras ameaças que podem causar danos irreversíveis aos dados abrigados pelos sistemas da companhia.

Faz o controle de banda e roteamento avançado

O Firewall oferece, em sua gama de funcionalidades, o controle de taxas máximas de download e upload que cada usuário ou servidor poderá consumir. Muito útil para evitar que um único usuário ou servidor congestione links de Internet. Também é possível forçar IPs de origem e/ou destino para utilizarem determinado link de Internet.

Garante uma alta disponibilidade

A partir da implementação de sistemas de Firewall de Borda, é possível configurar múltiplos links de Internet e realizar a troca, automática ou manual, de roteamento em caso de falhas.

Gera estatísticas de acesso

Os Firewalls também são capazes de gerar gráficos e relatórios que possibilitam analisar o fluxo dos dados entre as redes. Mais especificamente, esses sistemas podem metrificar o consumo dos circuitos de Internet, consumo dos circuitos de Internet por cada endereço IP de rede local, além de produzir relatório de sites acessados por nome do usuário ou IP da estação.

Resumindo, com o firewall você teria uma camada de segurança a mais em sua rede, poderá acessa-la de qualquer ambiente e ainda poderá ter um controle bem maior e mais seguro de seu ambiente, assim aumentando a proteção de seus dados e dos dados pessoais, não correndo o risco de serem enquadrados na LGPD.

Leia também sobre Backup Cloud, outra ferramenta importante na adequação a LGPD ou entre em contato conosco, caso tenham alguma dúvida ou queriam implantar um firewall em seu ambiente

Compartilhe nas redes sociais:

Vamos Fazer mais juntos?

Vamos Fazer mais juntos?